Captação de recursos para o terceiro setor - online • bhbit | Soluções para o Terceiro Setor

Captação de recursos para o terceiro setor – online

Captação de Recursos

fev 27
Captação de Recursos

As melhores práticas online para captação de recursos para o terceiro setor

O terceiro setor tem um papel fundamental para a sociedade, e acaba suprindo demandas que, muitas vezes, nem o poder público é capaz de atender. No entanto, as instituições precisam de recursos financeiros provenientes de doações para funcionarem com eficiência, e a etapa de captação acaba sendo um desafio constante, principalmente por causa da competitividade imposta pelo grande número de instituições em busca de financiamentos e contribuições.

Para atrair e manter doadores, as entidades do terceiro setor precisam apresentar resultados. A prestação de contas sobre a aplicação dos recursos é uma etapa importante do processo, assim como a divulgação qualificada dos serviços prestados à sociedade.

white paper gestão financeira terceiro setor
INFORME

POR QUE O TERCEIRO SETOR PRECISA DE UMA SOLUÇÃO DE GESTÃO FINANCEIRA EXCLUSIVA

Download gratuito deste Informe.

A tecnologia tem permitido que as entidades adotem estratégias diferenciadas para captar e gerenciar recursos e doadores e também para realizar o marketing de suas ações. Para as entidades de cunho social, as ferramentas de marketing digital aparecem como uma forma inovadora, relativamente barata e acessível de atingir o público-alvo de forma segmentada e trabalhar a captação de recursos para o terceiro setor.

As redes sociais, blogs e sites também têm contribuído para aumentar a transparência, aperfeiçoar a comunicação das entidades e estabelecer relacionamentos mais próximos com doadores e voluntários. Com a força do marketing digital, o planejamento de mídia tem se tornado mais pessoal, global, interativo e democrático; e a captação de recursos para o terceiro setor tem explorado novas frentes de atuação.

A captação de recursos pela internet

A captação de recursos para o terceiro setor pela internet ainda está começando a ganhar força no Brasil. A maior parte das entidades sociais trabalha de forma tímida com as tecnologias de comunicação, como aplicativos mobile, mídias sociais e financiamento virtual.

A facilidade para receber pagamentos online precisa ser melhor explorada pelas entidades do terceiro setor. É possível adotar uma ferramenta de recebimento virtual em blogs e sites para atrair doações espontâneas e fazer com que os valores captados via internet cresçam e complementem as finanças.

Toda e qualquer ferramenta online capaz de gerar engajamento deve ser utilizada como uma fonte complementar de captação de recursos para o terceiro setor. Para isso, é preciso um planejamento de marketing e uma atenção especial às novas formas de interação da sociedade moderna.

As entidades sociais precisam se adaptar à realidade digital e aos novos comportamentos dos cidadãos, utilizando as tecnologias para se aproximar da população e criar mecanismos de experiências filantrópicas por meio de computadores, tablets e smartphones.

Usar as novas mídias para a captação de recursos para o terceiro setor pode parecer difícil, mas as instituições devem procurar parceiros e voluntários que dominem as ferramentas para elaborar planos de comunicação, produção e divulgação de conteúdo digital, estruturação de sites modernos e responsivos e o uso de aplicativos mobile.

Manter uma presença qualificada no universo online exige dedicação, disciplina e planejamento. Distribuir conteúdo consistente e qualificado em texto, foto, áudio e vídeo e trabalhar com campanhas de angariação de fundos pela web são atividades que têm se tornado muito eficientes para aumentar a relevância e a presença das entidades sociais nas novas mídias.

Captação de Recursos

Mídias Sociais x Mídia Tradicional

As mídias sociais, como Facebook, Twitter, Linkedin e Google+, têm se destacado dentro do cenário de divulgação de entidades do terceiro setor. Diversos estudos já demonstraram o poder de alcance e persuasão das redes sociais, e isso confirma que o potencial de captação e influência das ferramentas web já ultrapassa os resultados das mídias tradicionais, como o rádio e o jornal impresso, por exemplo.

Na próxima década, a forma como as pessoas se comunicam se tornará ainda mais digital e interativa, e a tecnologia precisará estar presente na rotina de trabalho das organizações sociais. Algumas ferramentas que já são utilizadas de forma bem sucedida para promover a captação de recursos para o terceiro setor são sites, blogs, e-mail marketing, aplicativos mobile e páginas de crowdfunding.

Como captar recursos online

O primeiro passo para iniciar a captação de recursos para o terceiro setor é ter um site com conteúdo relevante. Utilizar estratégias de marketing de conteúdo e disponibilizar uma assinatura de newsletter são atitudes que fomentam o interesse dos usuários pela instituição e ajudam a gerar leads.

O objetivo número 1 do site deve ser o de abastecer o banco de dados das entidades, ou seja, a página precisa ter um campo de contato onde os usuários possam deixar informações como nome, e-mail e telefone. Essa iniciativa permite que as instituições sociais tenham mailings completos e consistentes para o envio de informações, campanhas de captação de recursos e novidades para o seu público de interesse.

As redes sociais devem ser usadas para atrair seguidores, criando identificação do público com a entidade e inspirando as pessoas a doarem. O gerenciamento da mídia social precisa ser feito dentro de um planejamento mensal que contemple posts e atualizações diárias de conteúdo, interação com os usuários e monitoramento das métricas e resultados. É preciso priorizar a estratégia de conteúdo para obter êxito nessa empreitada e facilitar a captação de recursos para o terceiro setor.

Nesse contexto, as melhores ferramentas para as entidades sociais são: Facebook, Twitter, Google+, Linkedin, YouTube, Pinterest, Instagram e Tumblr. É preciso selecionar as redes sociais que a organização vai usar para evitar que os canais fiquem abandonados e sem atualizações.

No campo das doações, a internet deve ser usada para a captação de recursos em multicanais e com estratégias integradas de mídia social. Uma característica que precisa ser levada em consideração é que os doadores são mais propensos a contribuírem com instituições que contam com sites responsivos, que são páginas desenvolvidas com o layout adaptável para tablets, smartphones e computadores.

As ferramentas que podem ser usadas para a captação de recursos para o terceiro setor são os e-mails, PayPal, comunidades online, blogs, aplicativos móveis e sites de crowdfunding. O desenvolvimento de aplicativos próprios para angariação de fundos também é uma tendência, mas exige investimentos mais expressivos, além de pesquisa e um planejamento cuidadoso.

Outra opção é o lançamento de campanhas de crowdfunding online para o financiamento de projetos. Existem sites específicos para esse tipo de captação, entre eles o Indiegogo, Kickstarter, Crowdrise, CauseVox e os brasileiros Catarse, Kickante, Benfeitoria e o Juntos.com.vc. Vale a pena conferir!

14 Dias para avaliar o mais moderno software do 3º Setor

x