Financiamento coletivo no brasil • Captação de recursos online • bhbit

Financiamento coletivo online para o terceiro setor

Captação de Recursos

mar 04
Financiamento Coletivo

Como utilizar o financiamento coletivo online para o terceiro setor

O financiamento coletivo no Brasil, também conhecido como crowdfunding, é uma forma de captar recursos financeiros para projetos e iniciativas de interesse social. Esse tipo de mobilização virtual surgiu para facilitar a realização de atividades coletivas a partir da arrecadação de capital de diversas fontes, entre pessoas físicas e jurídicas.

O crowdfunding é uma prática ligada exclusivamente à internet. O trabalho consiste em promover o engajamento de pessoas dispostas a colaborarem com causas relevantes. Essa modalidade de financiamento coletivo no Brasil já é bastante utilizada para promover projetos sociais, culturais, jornalísticos, filantrópicos e também para arrecar fundos para o desenvolvimento de softwares de licença livre.

Além disso, o financiamento online também tem iniciativas interessantes e bem sucedidas na arrecação de recursos para a reconstrução de países devastados por fenômenos naturais, ações de combate à fome em áreas de grande vulnerabilidade social e para iniciativas de preservação do meio ambiente.

Na prática, o crowdfunding é uma ferramenta para o financiamento de projetos específicos, e não para a manutenção de entidades sociais. O financiamento coletivo no Brasil, através da arrecadação online tem sempre uma meta financeira considerada ideal para garantir a viabilidade do projeto. Em muitos casos, quando essa meta não é atingida, os recursos arrecadados voltam para as pessoas que os doaram.

E como surgiu o crowdfunding?

O crowdfunding surgiu em 2006, nos Estados Unidos. O objetivo desse tipo de iniciativa já era estimular a participação social na realização de projetos filantrópicos, culturais, sociais e esportivos.

Financiamento Coletivo no Brasil

No Brasil, a modalidade começou a ganhar espaço com ações que visavam a arrecadação de fundos para a realização de shows e eventos. Com o tempo, as entidades do terceiro setor começaram a compreender o potencial das plataformas para a captação de recursos para o fomento de atividades sociais.

Uma das primeiras plataformas online para o financiamento coletivo no Brasil foi a Kickante, responsável por diversos cases de sucesso. A plataforma de crowdfunding já chegou a arrecadar R$ 810 mil em apenas uma campanha direcionada ao terceiro setor.

No exterior, as iniciativas de financiamento online estão mais avançadas e já possibilitaram a arrecadação de mais de U$ 6 bilhões nos últimos anos. As principais plataformas internacionais de crowdfunding são a Indiegogo e a Kickstarter.

Financiamento Coletivo no Brasil

Como trabalhar com o crowdfunding no terceiro setor

Ao criarem campanhas de financiamento coletivo, as entidades do terceiro setor trabalham com o engajamento de suas redes de contatos e ferramentas de comunicação e marketing digital. A divulgação é sempre o ponto mais relevante do projeto, pois o conhecimento sobre o financiamento online deve chegar ao maior número possível de pessoas para ser bem sucedido.

Um exemplo interessante de financiamento coletivo online é usado pela organização Médicos Sem Fronteiras. Presente em mais de 70 países, a entidade tem mobilizado seus canais de comunicação online e a ferramenta de crowdfunding para captar recursos. Outras organizações que já seguem o mesmo caminho para fomentar doações são o Greenpeace e a WWF.

Crowdfunding para pequenas e médias entidades sociais

Obviamente, os exemplos mais conhecidos de financiamento coletivo online são protagonizados por grandes e relevantes entidades do terceiro setor. Contudo, a iniciativa também pode ser usada por pequenas e médias entidades sociais.

Projetos com verdadeiro potencial e capazes de contribuir para transformar a realidade social de comunidades têm grandes chances de sucesso no crowdfunding. Em primeiro lugar, é preciso fazer com que as pessoas se identifiquem e acreditem no projeto para que ele possa ser viabilizado pelo financiamento coletivo online.

A modalidade de crowdfunding também está em expansão com campanhas de financiamento flexível, onde as instituições não precisam trabalhar com metas de arrecadação, mas recebem todo o valor acumulado durante a validade da captação de recursos.

Antes de iniciar uma campanha de crowdfunding, um ponto que merece atenção no momento de escolher a plataforma de financiamento coletivo para a captação de recursos é avaliar a clareza dos termos de uso em relação às taxas cobradas sobre o valor final arrecadado pela instituição.

Uma estratégia rápida e segura

O financiamento coletivo online é uma estratégia rápida, eficiente e muito segura para viabilizar projetos sociais e arrecadar recursos para entidades do terceiro setor. Para utilizar a modalidade, basta que a organização selecione uma plataforma confiável de crowdfunding, escreva um resumo detalhado do projeto que deseja financiar e crie uma campanha online.

Em seguida, vem a etapa de divulgação da iniciativa, que pode ser feita em canais de comunicação online, como as redes sociais, sites e blogs; por mensagens em aplicativos móveis para smartphones ou até mesmo por mídias tradicionais, como anúncios de tv, rádio e impressos em geral.

O importante é fazer com que a iniciativa se torne conhecida. Com a campanha no ar, um comportamento recomendado é agradecer formalmente e até presentear, mesmo que de forma simbólica, todas as pessoas que doarem para a causa.

As melhores plataformas nacionais de crowdfunding

As entidades sociais que estiverem interessadas em saber mais sobre o financiamento coletivo online podem acessar algumas plataformas conceituadas no Brasil, como a Catarse e a Kickante. Antes de escolher a melhor opção de plataforma, é importante avaliar o tipo de serviço de crowdfunding oferecido, as taxas cobradas e o design do software de captação. As melhores ferramentas são aquelas que apresentam compatibilidade com dispositivos móveis e ferramentas de compartilhamento social.

Uma dica para atrair potenciais doadores é evitar começar a campanha de crowdfunding sem nenhuma arrecadação. Se for necessário, a própria instituição deve ser a primeira a realizar uma doação para estimular outros doadores.

No quesito divulgação da campanha, é importante garantir esforços para que o financiamento coletivo online se torne viral. Para isso, é importante uma boa estratégia de marketing digital, onde a comunicação deve ser focada em imagens, vídeos, mensagens persuasivas, conteúdo qualificado e relevante e posts em redes sociais e aplicativos mobile.

14 Dias para avaliar o mais moderno software do 3º Setor

x