ONGs firmam presença na web com domínio próprio • bhbit | Soluções para o Terceiro Setor

ONGs firmam presença na web com domínio próprio

Tecnologia

jun 01
domínio .ong

Novas possibilidades de domínios para as Organizações Sociais

A possibilidade dos domínios “.ong” e “.ngo” revela uma série de vantagens para as entidades do terceiro setor, como a fácil localização na web, credibilidade e mais doações. Na atual realidade tecnológica, não importa se falamos de empresa do governo, mercado ou do terceiro setor, estar presente na web com atualização, qualidade e transparência é fundamental para ter seu trabalho visto e considerado.

No último ano, uma grande revolução aconteceu na web em relação à presença do terceiro setor no universo online. Isso porque essas instituições, que antes tinham seus portais somente com o domínio “.org”, agora podem contar também com o .ong (organização não governamental) e o .ngo (ONG em inglês).

white paper gestão financeira terceiro setor
INFORME

6 MOTIVOS PARA DIZER ADEUS AO GERENCIAMENTO FINANCEIRO COM PLANILHAS

Download gratuito deste Informe.

O objetivo da empresa gestora destes novos domínios, que é a Public Interest Registry (PIR), ao criar essas duas novas possibilidades foi permitir a estas entidades do terceiro setor uma presença mais segura na rede, com mais credibilidade para as ONGs e possibilidade de agrupá-las aos portais de buscas, o que tornará mais acessível, inclusive, o alcance de doações online.

Foram necessários mais de três anos de pesquisa e desenvolvimento. Desde o ano passado, as entidades puderem manifestar o interesse por meio do site e, em 2015, os domínios começaram a ser distribuídos. A partir de então, as entidades não governamentais podem também por meio do OnGoog, uma suíte de serviços online da PIR, criar um perfil para exibir e divulgar suas missões, objetivos, campanhas, eventos, além de coletar doações.

Novo domínio traz credibilidade às entidades

São muitas as entidades do terceiro setor, e elas atuam em variados segmentos da sociedade, prestando um serviço relevante e cumprindo um papel social capaz de promover a educação, a cidadania, a sustentabilidade, a integração social, a profissionalização e formação de mão de obra, entre outras frentes importantes para o desenvolvimento do país. Com a chegada dos novos domínios da internet, essas instituições, que tanto precisam de colaboração e apoio financeiro, podem ter um impacto positivo em suas iniciativas sociais.

Para se ter ideia, uma pesquisa da PIR, realizada em maio de 2014, revelou que duas a cada três pessoas se sentem mais encorajadas a fazer doações quando o site da entidade tem um domínio credenciado, que só é aceito para ONGs homologadas, o que torna o domínio um atestado de ONG genuína e lícita.

Esta nova opção e visibilidade é, sem dúvida, uma grande oportunidade para as entidades do terceiro setor conseguirem engajamento público, financiamento e parcerias. Isso porque as ONGs ainda possuem uma grande dificuldade de provar sua legitimidade, e esse obstáculo existe especialmente no caso de transações financeiras.

Agora, com o domínio próprio reconhecido e divulgado, a tendência é que fique mais fácil provar a validade das instituições sociais, principalmente para o público que pesquisa esse tipo de atividade online.

ongs na web

Terceiro setor precisa ser encontrado na web

A estimativa é que no Brasil exista mais de 338 mil ONGs e, por isso, uma presença forte e completa na internet se torna importante. Um dos fatores que mais prejudicam as entidades do terceiro setor hoje é o fato delas não conseguirem ser encontradas na rede virtual.

Isso, além de atrapalhar a credibilidade diante daqueles que buscam mais informações sobre a entidade, ainda prejudica a conquista de novos financiamentos e voluntários, sobretudo em regiões onde existem dificuldades de conexão, como o leste da África e a Índia.

Ser localizada na internet possibilita não somente que os interessados de toda parte do mundo possam encontrar as ONGs nos serviços de busca da web com o intuito de navegar pelo portal para obter mais informações, mas também garante mais interesse de empresas e empresários dispostos a financiamentos.

Além disso, a entidade que tem um site é beneficiada também na área da comunicação com outras organizações, que poderão aproveitar este contato para troca de informações, experiências e estratégias. Este fator é muito importante uma vez que o engajamento em prol de uma luta em comum tem mobilizado muitas pessoas no universo online.

Uma presença na web com um domínio que transparece credibilidade pode facilitar e possibilitar doações de outros países, que hoje são fundamentais para a sobrevivência das ONGs no Brasil, já que o país vive um forte momento de crise financeira que tem afastado alguns financiadores nacionais.

Desta forma, é fundamental que uma entidade do terceiro setor garanta seu site com informações completas e num layout responsivo, ou seja, que possa ser acessado não apenas de computadores de mesa, mas também de notebooks, celulares ou tablets, se adaptando para cada uma dessas telas.

Para marcar sua presença na internet

O primeiro passo para conseguir um domínio “.ong” é entrar no site da PIR (http://pir.org) e se cadastrar revelando o interesse. O Brasil é o terceiro país que mais demonstrou interesse nos primeiros meses de cadastro, atrás somente dos Estados Unidos e da Índia.

Será necessário preencher um formulário e, após a validação das informações, o cadastro será efetivado. Todas as ONGs precisam preencher aos requisitos de elegibilidade para conseguirem o domínio. Este fato garante que todas as ONGS com o .ong são de credibilidade.

O cuidado deve começar ainda na escolha do nome do site. A orientação é que à esquerda do ponto, o número mínimo de caracteres seja de três e o máximo de 63. Podem ser usadas letras de “a” a “z”, números de “0” a “9” e também o hífen, que só não pode ser utilizado na primeira, terceira, quarta ou última posição do nome de domínio. Além disso, alguns caracteres especiais também não são permitidos.

É importante ressaltar que não basta apenas ter um domínio ideal. Todas as entidades devem ter um portal que transpareça seriedade e ofereça as informações necessárias para as pessoas que precisam, estejam elas atrás de assistência oferecida pela entidade, interessadas em realizar doações e financiar projetos, ou até mesmo em busca de parcerias.

Por isso, a recomendação é que as entidades procurem uma empresa que poderá acompanhá-las em todo o processo de migração de domínio. Uma agência profissional de marketing digital é capaz de colaborar para que a instituição marque presença na web, além de oferecer um serviço de criação e hospedagem com qualidade.

14 Dias para avaliar o mais moderno software do 3º Setor

x