Uso estratégico da Tecnologia no Terceiro Setor-2 • bhbit | Soluções para o Terceiro Setor

Uso estratégico da Tecnologia no Terceiro Setor-2

Terceiro Setor

jan 22
tecnologia e terceiro setor

Ferramentas tecnológicas de gestão para o Terceiro Setor

As entidades do terceiro setor que não atuam de forma profissional apresentam uma forte tendência ao fracasso, mesmo que suas ações sejam efetivamente relevantes para a sociedade e bem intencionadas. Muitas entidades não governamentais se perdem em sua essência filantrópica e começam a esbarrar em falhas de gestão, pois não são capazes de compreender que mesmo as entidades sociais atuam, por natureza, como empresas e precisam de ferramentas práticas para gestão empresarial.

Hoje, graças ao avanço das novas tecnologias e à democratização ao acesso à internet, as entidades do terceiro setor contam com recursos e ferramentas de TI que podem ser aplicadas no dia a dia para melhorar a performance e ampliar a atuação das organizações.

As instituições sem fins lucrativos precisam acompanhar o ritmo de modernização e atualização tecnológica dos dias atuais. Elas devem se posicionar de forma competitiva para garantirem sustentabilidade financeira e evitar crises.

A expansão da tecnologia e do terceiro setor permite que as organizações sejam capazes de reajustar suas atividades e ambientes de trabalho por meio de investimentos em softwares, computadores, redes e outras tecnologias que favoreçam sua missão organizacional e seu planejamento estratégico.

Sua entidade social está preparada para o futuro?

A tecnologia e o terceiro setor são uma realidade no Brasil e no mundo, e os recursos tecnológicos só aumentarão com o passar dos anos. Diante desse novo parâmetro de atuação será que as entidades do terceiro setor no Brasil estão preparadas para encarar os desafios de uma sociedade super conectada?

É de fundamental importância que os gestores de instituições sociais parem para refletir e avaliar como as soluções de tecnologia podem influenciar ou impactar positivamente suas atividades. Só assim, será possível alinhar a missão das entidades sociais com a nova realidade do mundo moderno.

A tecnologia como estratégia de gestão e atuação pode ser positiva para os objetivos das organizações sem fins lucrativos. Algumas entidades já compreendem a relevância de contar, por exemplo, com um software de gerenciamento exclusivo para a gestão de suas finanças. A tecnologia agiliza todos os processos, torna as atividades diárias mais eficientes e aumenta a produtividade em todos os setores de uma organização. Ao mesmo tempo, a tecnologia direcionada às estratégias de comunicação e marketing podem contribuir para a construção de relações mais fortes e estáveis com doadores, governos municipais, estaduais e federal, além de empresas privadas.

As entidades do terceiro setor podem usar as soluções de tecnologia para rastrear as preferências e interesses de potenciais doadores e para segmentar suas ações de captação de recursos. A tecnologia da informação ajuda a captar informações estratégicas e favorece muito a obtenção de financiamentos.

Outro ponto positivo é que as entidades que investem em um departamento próprio de TI são capazes de economizar com assistências terceirizadas, conseguem manter suas informações sigilosas em segurança e contam com bancos de dados mais eficientes. O uso da tecnologia diferencia uma entidade entre suas concorrentes, orienta seus investimentos e a gestão de seus recursos financeiros e torna a administração mais transparente.

Investir nas melhores soluções de tecnologias pode aumentar a capacidade de uma entidade na busca por voluntários, na angariação de fundos e na gestão empresarial como um todo. Este é o momento em que as instituições sociais precisam parar e repensar sua forma de trabalho, incluindo em suas pautas de atuação o questionamento sobre o que a tecnologia da informação pode trazer de benefícios para as organizações. Esta é a única forma de saber se a sua entidade está preparada para o futuro!

ferramentas-terceiro-setor

As principais ferramentas de TI para o Terceiro Setor

Como já foi citado, existem diversas ferramentas de TI que podem ser introduzidas em entidades do terceiro setor para tornar as atividades mais bem sucedidades. As principais áreas que são impactadas com as novas tecnologias são: a comunicação, o marketing, a captação de recursos, a gestão empresarial e os relacionamentos estratégicos.

As oportunidades de investimentos em tecnologia da informação são muitas, mas é notório que nem todas as entidades sem fins lucrativos contam com o aporte financeiro necessário para montar grandes e modernas estruturas de TI. Sendo assim, num planejamento estratégico, as primeiras iniciativas nesta área devem contemplar a modernização do banco de dados e da rede de computadores. As instituições precisam ter sistemas seguros contra invasões para proteger suas informações estratégicas, bem como os dados de seus doadores e colaboradores.

Em seguida, é possível investir em softwares customizados para a área de atuação da entidade. Esse recurso pode ser usado para a gestão da entidade e também para a captação de novas doações. Neste contexto, o investimento em um website com conteúdo gerenciável e com ferramentas seguras para a captação de recursos pela internet também aparece como uma alternativa interessante para aumentar a receita das entidades.

É preciso contar com o suporte de profissionais da área de TI para realizar atualizações de bancos de dados, manutenções periódicas nas redes de computadores e em sistemas de segurança. A tecnologia deve ser usada com foco numa gestão mais produtiva e otimizada, tornando todos os procedimentos organizacionais mais práticos e rápidos.

Todos nós sabemos que a tecnologia é impactante para os negócios. Por isso, as entidades devem se preocupar com o aperfeiçoamento da área de TI como suporte para suas atividades junto à sociedade.

Vale ressaltar aqui que o setor de tecnologia da informação compreende todas as ferramentas de sistemas de computadores, como softwares, hardwares, redes, bancos de dados, suporte e consultoria para implementação de recursos tecnológicos em geral. Além de ampliar a eficiência administrativa, uma área de TI bem estruturada pode trazer transformações profundas para as organizações sociais, aumentando sua capacidade de atuação, fortalecendo seus relacionamentos e transformando sua capacidade econômica e de gestão de recursos e sistemas de trabalho.

Por todos estes motivos, é possível afirmar que o investimento mais estratégico e mais desafiador para as entidades do terceiro setor é, sem dúvida, em TI. Ampliar o uso de novas tecnologias é potencializar as chances de sucesso e de uma atuação de qualidade plena junto à sociedade.

Para acessar as partes 1 e 3 deste artigo, clique nos links abaixo:

Parte 1

Parte 3

14 Dias para avaliar o mais moderno software do 3º Setor

x