Como transformar doadores ocasionais em recorrentes? • bhbit | Soluções para o Terceiro Setor

Como transformar doadores ocasionais em recorrentes?

Captação de Recursos

set 23
Doações recorrentes

O que fazer para integrar pessoas caridosas de forma definitiva à sua entidade

Um dos maiores desafios das instituições do Terceiro Setor é o que diz respeito aos seus doadores ocasionais.

Buscando se distanciar da insegurança gerada pela ausência de um sólida fonte de renda recorrente, muitas organizações buscam fidelizar seus apoios de forma a obter doações de maneira recorrente.

white paper gestão financeira terceiro setor
INFORME

POR QUE O TERCEIRO SETOR PRECISA DE UMA SOLUÇÃO DE GESTÃO FINANCEIRA EXCLUSIVA

Download gratuito deste Informe.

Porém a transição para uma base de doadores recorrentes não representa tarefa fácil.

Entender a razão pela qual doadores ocasionais não se tornam doadores recorrentes e tentar encontrar uma forma de convencê-los a se comprometerem com a entidade é uma questão constantemente discutida dentro de qualquer organização sem fins lucrativos.

Algumas optam por tratá-los de forma semelhante aos doadores recorrentes, enviando os mesmos emails e convites para eventos promovidos pela instituição.

Outras entidades, por outro lado, preferem manter certa distância e enviar apenas mensagens em datas festivas como o Natal e a Páscoa. Contudo, em ambos os casos, as chances de se conseguir um retorno positivo são baixíssimas.

Isso acontece porque, ao contrário do que ocorre com os doadores recorrentes, a instituição não possui muitas informações sobre os seus doadores esporádicos.

Muitas vezes, nem ao menos informações básicas como a conta de email e o endereço desses doadores é conhecida pela entidade.

Portanto, a única certeza que podemos ter sobre esse grupo de pessoas é que elas são caridosas e estão dispostas a contribuírem financeiramente de tempos em tempos, então a questão principal é:

O que fazer para integrá-las definitivamente à instituição e convencê-las da importância que os doadores recorrentes representam?

Para conseguir ganhar a confiança dos doadores ocasionais é necessário encontrar um forma de começar um diálogo com eles, conhecer os seus interesses e finalmente engajá-los na causa social da instituição.

Para que isso aconteça, o primeiro passo é saber como entrar em contato com eles, seja através de emails ou das redes sociais, no caso dos mais jovens.

Feito isso, não basta adicioná-los na lista de contatos da instituição e enviar emails semanais ou mensais sobre eventos, campanhas e demais assuntos relativos ao dia a dia da entidade pois esses doadores esporádicos ainda não conhecem realmente o trabalho social que está sendo realizado e, por essa razão, é pouco provável que se interessem em participar das atividades promovidas pela instituição.

Os melhores métodos para iniciar uma conversa eficiente com os doadores ocasionais são:

1 – Programa exclusivo de mensagens

A criação de emails ou mensagens diferentes das que já são enviadas aos doadores recorrentes é algo que exigirá mais tempo e trabalho por parte da instituição, porém, é muito importante tratar os doadores ocasionais de forma diferenciada.

Primeiramente, o ideal é mandar mensagens que apresentem a instituição e que contem a história por trás de sua criação.

E contar sua história é algo tão importante para gerar resultados significativos e realmente estabelecer uma ligação com seu doador, que publicamos um artigo específico sobre o tema: Como sua organização pode se beneficiar com o Storytelling.

Após utilizar os princípios do Storytelling para contar sua história, é interessante mostrar algumas metas já alcançadas e também depoimentos de pessoas que tiveram suas vidas transformadas pela entidade.

O maior desafio aqui é escrever tudo isso de forma orgânica e natural, com um conteúdo que seja capaz de emocionar e sensibilizar o leitor mas sem que seja apelativo ou extenso demais.

2 – Criatividade

Todos os dias as pessoas já recebem dezenas de emails ou mensagens diferentes em suas redes sociais, portanto, para conquistar o interesse do leitor é necessário começar com um título interessante, capaz de instigar a curiosidade e fazer com que a mensagem seja aberta.

Títulos descontraídos e alegres são os mais indicados, pois irão se destacar das demais mensagens automáticas e demonstrar aos doadores um lado mais pessoal e menos corporativo da instituição.

Se você estiver começando a fazer uso de seu e-mail para fidelizar seus doadores, recomendamos fortemente a leitura desse material: E-mail Marketing Para o Terceiro Setor: Primeiros Passos.

Uma outra forma criativa que pode gerar grandes resultados é incentivar contatos pessoais através de eventos.

Eventos representam uma enorme oportunidade para as organizações do terceiro setor disseminarem sua mensagem, realizar um breve influxo de caixa e principalmente: fortalecer seus relacionamentos.

Esse contato pessoal pode ser o passo que faltava para que seus doadores ocasionais finalmente optem por contribuir com sua organização de forma regular.

Para entender melhor o quanto o contato pessoal pode gerar bons resultados acesse: Contato Pessoal – Como tirar maior proveito de seus eventos.

3 – Dedicação e paciência

Os resultados poderão não aparecer de forma imediata, porém, é fundamental permanecer enviando essas mensagens e mostrando pouco a pouco aos doadores ocasionais que eles já são muito importantes para o funcionamento da entidade.

Através das mensagens, os doadores poderão perceber que são capazes de fazer a diferença na vida de centenas de pessoas e que para isso, basta que seja feita a transição para se tornarem apoiadores recorrentes.

14 Dias para avaliar o mais moderno software do 3º Setor

x