Blog Tecnologia e Terceiro Setor • bhbit | Soluções para o Terceiro Setor
mar 12

Compartilhamento de fotos em campanhas do 3º Setor

| Marketing

Como realizar campanhas de compartilhamento de fotos para o terceiro setor

Poucas coisas são tão engajadoras na internet quanto as fotografias. A força das imagens é capaz de mobilizar, emocionar e despertar a vontade de ajudar ao próximo. Prova disso, é que as redes sociais estão sempre tomadas por fotos de pessoas expondo suas crenças, valores, rotinas e defendendo causas nas quais acreditam.

As entidades do terceiro setor têm uma forte ferramenta de apoio e divulgação de campanhas por meio de redes sociais e aplicativos móveis que utilizam imagens. É fundamental que as instituições aprendam a usar o potencial desse tipo de mecanismo para promover suas ações.

O ponto de partida dessa comunicação online deve ser sempre a escolha de uma imagem, uma mensagem e uma hashtag que sejam capazes de estimular o compartilhamento em massa. Para alcançar esse objetivo, é necessário um planejamento de marketing digital e uma boa ideia.

Leia mais

mar 10

Facebook como ferramenta de comunicação escolar

| Educação

Como fazer do Facebook uma ferramenta de comunicação escolar

O Facebook é a mídia social mais popular do mundo, e tem se tornado também uma excelente ferramenta de comunicação escolar. Professores e diretores podem utilizar a rede social como um meio de troca de informações, para discussões ou interação com pais e alunos.

Esse ambiente virtual acaba oferecendo um auxílio importante para dinamizar as aulas e aproximar a escola da realidade dos alunos. Basta constatar o número de estudantes que estão presentes na rede social diariamente para confirmar o poder de engajamento do Facebook.

Ao adotar a rede social como uma ferramenta de ensino, os professores precisam estabelecer critérios e posturas bastante claras. Existe uma divisão de opiniões entre os educadores no que diz respeito à amizade e ao contato direto com os alunos por meio das redes sociais. A decisão de usar ou não o Facebook pessoal para interação com os estudantes deve partir individualmente de cada educador, mas é relevante ressaltar os benefícios que essa proximidade e relacionamento podem trazer para dentro da sala de aula.

Leia mais

mar 05

Apps mobile e engajamento social no Terceiro Setor

| Tecnologia

Por que as entidades do terceiro setor devem apostar em aplicativos mobile

Os smartphones são presença constante na vida da população. Apenas no Brasil, existem mais de 38,8 milhões de aparelhos ativos, segundo uma pesquisa da empresa eMarketer. Esse número coloca o país em sexto lugar no ranking mundial dos maiores mercados de telefones inteligentes.

Outro dado importante revelado pelo estudo é que, em 2016, o planeta terá 2 bilhões de pessoas conectadas a smartphones. O número demonstra o potencial do segmento de aplicativos móveis e aponta a urgência para que as entidades do terceiro setor comecem a se adaptar à nova realidade tecnológica da sociedade.

As plataformas móveis já estão sendo exploradas por algumas instituições sociais para captar doações. Essa nova modalidade de engajamento é funcional e eficiente porque tem a capacidade de aproximar as entidades sociais de pessoas de todos os cantos do país.

Para entrar nessa nova fase de mobilização social por meio da tecnologia de aplicativos mobile, as entidades do terceiro setor devem buscar conhecimento e orientação para desenvolver um bom marketing digital. Ao lançar um app, uma organização consegue trabalhar seu conteúdo institucional, distribuir informações relevantes e agregar valor à vida de seus seguidores, doadores e voluntários.

Leia mais

mar 04

Financiamento coletivo online para o terceiro setor

| Captação de Recursos

Como utilizar o financiamento coletivo online para o terceiro setor

O financiamento coletivo no Brasil, também conhecido como crowdfunding, é uma forma de captar recursos financeiros para projetos e iniciativas de interesse social. Esse tipo de mobilização virtual surgiu para facilitar a realização de atividades coletivas a partir da arrecadação de capital de diversas fontes, entre pessoas físicas e jurídicas.

O crowdfunding é uma prática ligada exclusivamente à internet. O trabalho consiste em promover o engajamento de pessoas dispostas a colaborarem com causas relevantes. Essa modalidade de financiamento coletivo no Brasil já é bastante utilizada para promover projetos sociais, culturais, jornalísticos, filantrópicos e também para arrecar fundos para o desenvolvimento de softwares de licença livre.

Além disso, o financiamento online também tem iniciativas interessantes e bem sucedidas na arrecação de recursos para a reconstrução de países devastados por fenômenos naturais, ações de combate à fome em áreas de grande vulnerabilidade social e para iniciativas de preservação do meio ambiente.

Leia mais

mar 03

O Terceiro Setor e as Redes Sociais

| Marketing

Como distribuir conteúdo do terceiro setor em redes sociais

Quando falamos em estratégias de comunicação para o terceiro setor em redes sociais, é preciso ter em mente que a função primordial dos canais deve ser a de engajar pessoas em prol das entidades. As organizações sem fins lucrativos que investem algum tempo experimentando a distribuição de conteúdo em mídias online, como Facebook, Twitter, Tumblr, Linkedin, Google+, Instagram e outras, ficam mais próximas do objetivo de atingir jovens adultos, público que passa mais tempo por dia online, mais interage por meio dessas ferramentas e que está mais aberto ao engajamento social.

Ao adotar o marketing de conteúdo como uma frente de trabalho, as entidades do terceiro setor necessitam de entendimento sobre cada mídia, pois, além de saber selecionar e produzir a informação que será postada, também é preciso aprender a mensurar os resultados, atrair seguidores e impulsionar conteúdos relevantes.

Os gestores de redes sociais dentro das entidades do terceiro setor precisam se adaptar para acompanhar o avanço das novas tecnologias. Isso inclui também o domínio de algumas ferramentas importantes como aplicativos mobile, softwares de manipulação e tratamento de imagens e plataformas de blogs, como o WordPress.

Leia mais

fev 27

Captação de recursos para o terceiro setor – online

| Captação de Recursos

As melhores práticas online para captação de recursos para o terceiro setor

O terceiro setor tem um papel fundamental para a sociedade, e acaba suprindo demandas que, muitas vezes, nem o poder público é capaz de atender. No entanto, as instituições precisam de recursos financeiros provenientes de doações para funcionarem com eficiência, e a etapa de captação acaba sendo um desafio constante, principalmente por causa da competitividade imposta pelo grande número de instituições em busca de financiamentos e contribuições.

Para atrair e manter doadores, as entidades do terceiro setor precisam apresentar resultados. A prestação de contas sobre a aplicação dos recursos é uma etapa importante do processo, assim como a divulgação qualificada dos serviços prestados à sociedade.

A tecnologia tem permitido que as entidades adotem estratégias diferenciadas para captar e gerenciar recursos e doadores e também para realizar o marketing de suas ações. Para as entidades de cunho social, as ferramentas de marketing digital aparecem como uma forma inovadora, relativamente barata e acessível de atingir o público-alvo de forma segmentada e trabalhar a captação de recursos para o terceiro setor.

Leia mais

fev 25

A tendência do voluntariado virtual

| Terceiro Setor

A tendência do voluntariado virtual

Quantas pessoas no mundo já não pensaram em se tornar voluntárias em uma causa nobre, mas esbarraram no problema falta de tempo? Muitas vezes, a rotina atribulada e cheia de compromissos impossibilita o engajamento dos cidadãos em programas voluntários que realmente têm o potencial para preencher e transformar pequenas ou grandes lacunas sociais.

Uma forma de enfrentar essa dificuldade e encontrar o tempo necessário para contribuir com a sociedade é o voluntariado virtual, que vem se tornando uma grande tendência no mundo inteiro. O trabalho online consiste em doar parte do tempo livre para uma entidade ou organização do terceiro setor por meio de sistemas remotos, ou seja, é possível ser um voluntário tendo apenas um computador conectado à internet como ferramenta, sem deslocamentos e a necessidade da presença física.

Essa forma de trabalho voluntário tem se espalhado pela web. Já existem diversos sites que reúnem pessoas interessadas em realizar um trabalho social de maneira inovadora e tecnológica.

De uma forma geral, o voluntário virtual faz exatamente a mesma coisa que qualquer outro voluntário: ele doa seus talentos e habilidades para ajudar a sustentar um programa, uma entidade, uma ideologia ou causa. A diferença é que, neste caso, a dedicação à organização social acontece sem que o voluntário precise sair de sua casa.

Leia mais

fev 24

Gamificação na Educação

| Educação

A Gamificação na Educação

O termo gamificação está relacionado ao uso de jogos para desenvolver engajamento, participação e comprometimento entre equipes de uma determinada área de atuação. Esse conceito já é muito empregado por empresas que tentam motivar e aprofundar os conhecimentos de seus profissionais e consumidores com ferramentas tecnológicas e interativas, que despertam o interesse e usam a inovação como recurso para o envolvimento.

De alguns anos para cá, esse termo vem sendo incorporado também às práticas pedagógicas. A gamificação na educação tem a capacidade de tornar as aulas e disciplinas mais atraentes, produtivas e eficientes para os estudantes e professores.

Nesse contexto, o processo e a metodologia do ensino-aprendizagem são mais efetivos, pois deixam de lado as aulas maçantes, onde o professor insiste em usar apenas o quadro negro e o discurso. Com a gamificação é possível tornar a sala de aula um local interativo, divertido e atual.

A gamificação surge no cenário educacional brasileiro como uma ferramenta capaz de combater a falta de interesse e a dispersão dos alunos em sala de aula. A tecnologia de ponta tem resultado em games com alto poder de engajamento, capazes de prender a atenção dos estudantes e fazê-los aprender de forma lúdica e natural. Essa ferramenta deve ser incorporada por escolas e professores dentro de um processo de adaptação das metodologias para a nova realidade dos alunos, que é cada vez mais digital e conectada.

Como usar a gamificação na educação

A gamificação pode ser empregada em todas as disciplinas, mas apresenta resultados comprovados no aprimoramento da aprendizagem de ciências, matemática, história e geografia. A ferramenta tem como fundamento o uso de games que possam transmitir ao aluno a sensação de uma experiência real, como se ele estivesse vivenciando as situações por meio dos jogos.

O uso da gamificação na educação é uma forma de incentivar determinados comportamentos nos alunos e garantir familiaridade com as novas tecnologias. Além disso, a ferramenta promove um processo de aprendizagem mais dinâmico, rápido e agradável.

Em países desenvolvidos, como os Estados Unidos, essa estratégia já é bastante utilizada para despertar o interesse dos alunos e promover condições de aprendizagem mais conectadas com o mundo real e com a experimentação.

Na sala de aula, os professores podem usar a gamificação criando cenários, missões e desafios para os alunos cumprirem. A narrativa dos games deve ser direcionada ao conteúdo que será ensinado, substituindo as aulas e criando um espaço de imersão no conhecimento.
Leia mais

fev 10

O eSocial e seu impacto no Terceiro Setor

| Terceiro Setor

Entenda como o eSocial atinge as entidades do Terceiro Setor

O eSocial (Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas) ainda não é uma realidade para as organizações sociais, mas já ocupa espaço nas discussões do Terceiro Setor. Previsto para entrar em vigor em 2016 para as entidades sociais, esse novo sistema nacional, que vai unificar o envio de informações previdenciárias e trabalhistas para o governo, deve tornar a rotina da contabilidade um pouco mais complexa.

Na prática, isso significa que as entidades do terceiro setor que contratam mão de obra terão que vivenciar rotinas burocráticas, assim como qualquer outra empresa, e prestar contas como empregadores. O anúncio do novo Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas encontrou alguma resistência entre os profissionais de contabilidade, mas, no dia a dia, o sistema terá o simples objetivo de disponibilizar todas as informações sociais online de forma única e integrada.

De acordo com o Manual do Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, o envio de informações será obrigatório para as entidades do terceiro setor, e isso significa que os gestores das organizações não governamentais e instituições sociais já devem se preparar para utilizar o programa e enviar as informações exigidas.

Leia mais

fev 04

Como as impressoras 3D podem transformar a educação

| Tecnologia

Entenda o fenômeno das impressoras 3D

O primeiro protótipo do que hoje conhecemos como uma impressora 3D foi criado em meados da década de 80 pelo norte-americano Charles Hull. Nessa época, elas se limitavam a apenas duas funções: a criação de lâmpadas de resina e a elaboração de ferramentas de plástico. Desde então, a tecnologia empregada passou por um intenso processo de transformações até se tornar a ferramenta moderna dos dias de hoje, que apesar de pouco utilizada no Brasil, vêm conquistando espaço nas salas de aula, hospitais e escritórios mundo a fora.

Para fazer uso de uma impressora 3D, o usuário precisa apenas projetar o modelo do objeto desejado através de um aplicativo de ferramentas em três dimensões. Feito isso, o próximo passo é mandá-lo para a impressão e esperar por alguns minutos enquanto o objeto ganha forma, dimensão e profundidade. Além de ser um processo rápido e extremamente simples em comparação ao método tradicional, a construção de objetos pelas impressoras 3D são ecologicamente corretos pois não exigem o uso de materiais tóxicos, algo de extrema importância na atualidade, onde os debates acerca da proteção ao meio ambiente se tornaram cada vez mais frequentes.

Leia mais

14 Dias para avaliar o mais moderno software do 3º Setor

x